Vitiligo: O que é? É contagioso? Prejudica a saúde?

Dra. Alessandra Zawadzki - Vitiligo: O que é? É contagioso? Prejudica a saúde?

O vitiligo é uma doença caracterizada pela perda da coloração da pele. As lesões são formadas devido à diminuição ou à ausência de melanócitos, que são as células responsáveis pela formação da melanina (pigmento que dá cor à pele) nos locais afetados. Infelizmente, as causas da doença ainda não estão claramente estabelecidas. No entanto, alterações ou traumas emocionais podem estar entre os fatores que desencadeiam ou agravam a doença.

Um ponto muito importante sobre o vitiligo: ele não é contagioso e não traz prejuízos à saúde física.

O diagnóstico deve ser feito por um dermatologista e é ele quem vai determinar o tipo de vitiligo do paciente, verificar se há alguma doença autoimune associada e indicar o tratamento mais adequado para cada caso.

Podemos classificar o vitiligo em 2 tipos:

  • Segmentar ou Unilateral: manifesta-se apenas em uma parte do corpo,  normalmente quando o paciente ainda é jovem e os pelos e cabelos também podem perder a coloração.
  • Não segmentar ou Bilateral: é o tipo mais comum; manifesta-se nos dois lados do corpo, por exemplo, duas mãos, dois pés, dois joelhos. Em geral, as manchas surgem inicialmente em extremidades como mãos, pés, nariz e boca. Há ciclos de perda de cor e épocas em que a doença se desenvolve, em seguida há períodos de estagnação. Estes ciclos ocorrem durante toda a vida e a duração dos ciclos e as áreas despigmentadas tendem a se tornar maiores com o tempo.

Mesmo sem a possibilidade de cura, atualmente, existem resultados excelentes nos tratamentos da doença, que visa impedir o aumento das lesões (estabilização do quadro) e até mesmo a repigmentação completa da pele, sem nenhuma diferença de cor.

Um dos tratamentos com excelentes resultados para quase todas as formas de Vitiligo é a fototerapia com radiação ultravioleta, principalmente para lesões no rosto e tronco. Além do tratamento com laser.


ATENÇÃO: Muito cuidado com medicamentos ditos milagrosos, fórmulas ditas naturais e receitas passadas por leigos, pois podem levar à frustração e também a graves reações adversas.


O tratamento do vitiligo é individualizado e deve ser discutido com o seu dermatologista, conforme as suas características pessoais, pois os resultados podem variar consideravelmente entre uma pessoa e outra.

Se você notou o surgimento de alguma mancha clara na pele, clique aqui e agende sua consulta ou procure o seu dermatologista, não espere até a despigmentação ficar acentuada para procurar um tratamento adequado.

Quer saber mais? Acompanhe outros assuntos aqui no blog e no meu Instagram 😉


Que tal receber conteúdos e dicas, diretamente no seu e-mail, para ajudar nos cuidados da sua pele?

Associe-se à nossa lista e receba a cada 15 dias um novo assunto. Caso você queira sugerir algum assunto que você gostaria que eu abordasse, me envia uma mensagem. Será um prazer te ouvir e poder te ajudar.

Você acha que esse conteúdo pode ajudar alguém? Compartilhar é se importar! 😉

Oi! Como podemos te ajudar?
Enviar mensagem